Banner Notícia

Fórum Demos norteia terceira noite do Congresso de Direito Santo Agostinho

A terceira noite do XV Congresso Brasileiro de Teoria do Estado e X Seminário Internacional de Direitos Humanos, uma realização do Curso de Direito das Faculdades Santo Agostinho, no Campus JK, recebeu importantes nomes do cenário jurista nacional e internacional para debater o Novo Código de Processo Civil (CPC), lançamento do livro "Brasil nas Ondas do Mundo" e Mesa Redonda com o tema principal da noite, o Fórum Demos.

Na primeira palestra da noite, o Juiz de Direito do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Mestre em Direito Processual Civil (PUC/Campinas), Doutor em Direito Processual (PUC/Minas), Bolsista CAPES (Doutorado Sanduíche) na Universidade Nova de Lisboa, falou sobre os dois anos do Novo Código de Processo Civil: realidade e efetividade do poder judiciário, uma análise crítica. “Ainda estamos engatinhando com o novo CPC. Está é apenas uma abordagem do biênio com um ano de vacátio e como essa nova ordem do processo civil foi recebida nos tribunais. É tempo de mudança cultural, novas ideias de ordenamento processual e verificar se os tribunais estão aptos para essa nova ordem”, destacou.

O Fórum Demos foi o momento mais aguardado da noite. Os professores Doutor Elton Xavier, Álvaro Vasconcelos, Mara Telles, Isabel Valente e doutora Monica Hirst, discutiram os novos rumos da política no cenário brasileiro. Idealizado pelo fundador Álvaro Vasconcelos e Fundação de Serralves, a iniciativa visa discutir a democracia na Europa, Ásia, Estados Unidos, África e chegou ao Brasil com a finalidade de resposta política às necessidades dos cidadãos. “Devemos repensar a Democracia como forma de poder que emana do povo e para o povo. O que se tem presenciado no Brasil é uma falta de fé e confiança nos políticos e suas ações. O Fórum Demos é uma defesa da democracia, dos cidadãos e contra o populismo, numa clara análise do pensamento crítico-reflexivo, análise e debate sobre o futuro da democracia e proporcionar oportunidades para a troca de experiências nos mais diversos segmentos que buscam a consolidação democrática e de direito”, destacou Álvaro Vasconcelos.

Sarah Aguiar, acadêmica do 7º período matutino, ressaltou que o Congresso tem sido muito proveitoso no que tange às questões jurídicas e sociais. “São temas atuais, importantes, que levam à reflexão do atual momento por que passa o Brasil e o mundo, além de uma oportunidade para apresentar trabalhos com temas interessantes do mundo jurídico”, finalizou.

Na última noite do Congresso ocorrerá palestra sobre Reforma Política e lançamento do livro “Reforma Política Possibilidades e Pirâmide Eleitoral", com o Jornalista e advogado, Gabriel Augusto Mendes Borges.

Em seguida, palestra com a Juíza do trabalho no Tribunal Regional do Trabalho da Quarta Região, Valdete Souto Severo “Reflexões sobre a Reforma Trabalhista”. A palestrante tem um vasto currículo é   Doutora em Direito do Trabalho pela USP/SP, Mestre em Direitos Fundamentais pela Pontifícia Universidade Católica (PUC/RS),  pesquisadora do Grupo de Pesquisa Trabalho e Capital (USP) e RENAPEDTS - Rede Nacional de Pesquisa e Estudos em Direito do Trabalho e Previdência Social,  Professora, Coordenadora e Diretora da FEMARGS – Fundação Escola da Magistratura do Trabalho do Rio Grande do Su, Especialista em Processo Civil pela UNISINOS, Especialista em Direito do Trabalho, Processo do Trabalho e Direito Previdenciário pela UNISC, Master em Direito do Trabalho, Direito Sindical e Previdência Social, pela Universidade Europeia de Roma (UER/Itália), Especialista em Direito do Trabalho e Previdência Social pela Universidade da República do Uruguai.  Membro da AJD – Associação Juízes pela Democracia.