Banner Notícia

Acadêmicos de Sistemas de Informação participam de Maratona Mineira de Programação

Acadêmicos do Curso de Sistemas de Informação das Faculdades Santo Agostinho (FASA) participaram da sétima edição da Maratona Mineira de Programação. O evento ocorreu no sábado, 26, no Campus do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG).

Segundo a Professora Mestre e Analista de Sistemas, Janine Fabiana Prates Teixeira Oliveira, a Maratona Mineira de Programação é um movimento das instituições de Ensino de Minas Gerais para preparar suas equipes para a Maratona de Programação nacional, organizada pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC). “O intuito é manter os alunos motivados com a Maratona de Programação durante todo o ano, melhorando o desempenho individual e em equipe e, consequentemente, o resultado das instituições mineiras nas competições de programação no cenário brasileiro e mundial”, destacou.

Ainda de acordo com Janine Fabiana Prates Teixeira Oliveira, responsável pela supervisão dos acadêmicos da instituição durante a Maratona Mineira de Programação, o evento ofereceu medalhas aos dez primeiros colocados, sendo ouro para os três primeiros; prata para o quarto, quinto e sexto e bronze do sétimo ao décimo lugares. “Essa maratona foi um aquecimento, não garantindo vaga para a Primeira Fase da seletiva regional, que acontecerá em 15 de setembro de 2018. E devido a diversidade de equipes participantes, algumas muito experientes, nenhuma equipe do norte de Minas ficou entre as 10 premiadas”, completou.

Sobre participar da Maratona, a professora explicou alguns motivos importantes como desafio, competição, desenvolvimento pessoal, currículo, novos contatos, premiação e possibilidades de ir para o mundial. “Um bom maratonista sabe trabalhar em equipe, afinal, são 3 pessoas em apenas um computador. Portanto, vai bem a equipe que souber se comunicar e delegar melhor as tarefas que surgem. Existe também o trabalho sob pressão, não só por ter pouco tempo para resolver os problemas, mas também, saber controlar os nervos ao ver o desempenho dos seus concorrentes. Como se tudo isso já não bastasse, o bom competidor deve ter raciocínio lógico rápido e programar com agilidade e precisão. Afinal, erros custam muito tempo. Essas qualidades são o que as empresas procuram em seus profissionais. É muito comum maratonistas em destaque serem contratados por grandes empresas como Google e Facebook devido à similaridade dos problemas da competição com os apresentados nas entrevistas técnicas dessas empresas”, finalizou.